4 dicas para evitar a perda muscular com a idade



A perda muscular com a idade é algo muito normal. Com o avanço dos anos, o corpo vai perdendo a capacidade de manter os músculos. Embora se acredite que essa perda inicie após os quarenta anos, ela pode começar mais cedo. Jovens sedentários de 30 anos começam a perder 5% de seus músculos a cada década. E mesmo pessoas ativas sofrem com isso.

Mas como prevenir? Não é necessário deixar a idade chegar para isso. A perda muscular começa ainda nos primeiros anos da juventude.

Exercícios físicos regulares são fundamentais, seja você uma pessoa jovem ou mais velha. Além disso, é importante ter um olhar cuidadoso a sua dieta.

4 dicas para prevenir a perda muscular com a idade

O artigo de hoje traz quatro dicas importante de prevenção.

Se você quer manter seus músculos em alta, confira abaixo como evitar a perda muscular.

1. Aumente seu consumo de proteína

A proteína é fundamental para o crescimento e a manutenção dos músculos.

Dê preferência a alimentos como peixe, frango, carne vermelha, ovos, queijos, nozes, lentilhas e feijões.

Se optar por um suplemento de proteína, opte pelo whey.

2. Fortaleça os músculos com vitamina D

A vitamina D é responsável por manter a força muscular. A melhor fonte desse nutriente é o Sol.


Você pode obter vitamina D também por meio da alimentação.

Peixes gordurosos como salmão e sardinhas são boas escolhas.

Opte também por ovos e por leite e cereais com acréscimo de vitamina D na composição.

3. Exercícios focados para a perda muscular

Uma alimentação correta não é suficiente. Exercícios regulares e específicos também são necessários.

Além disso, é preciso prestar atenção à intensidade da atividade física, que deve ser alta.

Primeiramente foque em exercícios de resistência. Opte por exercícios como squat, pilates, tai chi e ioga.

Alie aos exercícios de resistência os exercícios de força.

Eles desenvolvem e mantêm os músculos. É importante variar os grupos musculares treinados.

Treine pelo menos duas vezes por semana, pelo menos meia hora por dia.

4. Tome cuidado com doenças que podem provocar perda muscular

A perda muscular às vezes está associada a problemas já existentes.

Osteoporose, obesidade, câncer de mama e diabetes tipo 2 são alguns exemplos.

Se você tratar essas condições médicas, pode auxiliar a evitar a perda muscular.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico.

Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado.

E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.



Comentar

dois + dezesseis =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.